PROGRAMA AGROAMIGO INJETOU MAIS DE R$ 3 MILHÕES NA ECONOMIA PORTEIRENSE!

26 jan 2018

Com inadimplência abaixo de 2% e beneficiando diretamente 800 agricultores, o Programa Agroamigo Banco do Nordeste, parceria com o Governo Municipal (através da Secretaria de Agricultura) e Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais na Agricultura Familiar, injetou mais de R$ 3 milhões na economia porteirense, em 2017. Várias linhas de crédito foram atendidas com os contratos, como mostra o histórico a seguir:

O Agroamigo Crescer tem limite de até R$ 5 mil por operação, com bônus de ate 40%. Já o no Agroamigo Mais o limite por operaçao de até R$ 15 mil. Para ambos, o prazo é de 10 anos pra pagar.

De acordo com Pedro Maciel Gomes, Agente de Microcrédito Rural do programa, os valores são de grande relevância em termos de proporção para um município do porte de Porteiras na região do Cariri, e graças ao compromisso honrado pelos contratantes, mantendo boa adimplência (quitação das parcelas), é possível assegurar o protagonismo porteirense em todas as linhas de crédito. Ele ainda ressalta que a parceria entre as entidades fortalece o desenvolvimento local no setor.

 

Sobre o programa
O Agroamigo é o Programa de Microfinança Rural do Banco do Nordeste que tem como objetivo melhorar o perfil social e econômico do(a) agricultor(a) familiar do Nordeste e norte de Minas Gerais e Espírito Santo, cuja operacionalização conta com a parceria do Instituto Nordeste Cidadania (INEC).

Tem como característica a presença nas comunidades rurais por meio dos Agentes de Microcrédito e atende, de forma pioneira no Brasil, a milhares de agricultores(as) familiares, enquadrados no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF), com exceção dos grupos A e A/C.

A metodologia inovadora do Agroamigo impulsiona a sustentabilidade dos empreendimentos rurais, a equidade de gênero no campo, a inclusão financeira dos agricultores(as) familiares e a redução de desigualdades.

As melhorias introduzidas pelo Programa abrangem:

– Conceder crédito orientado e acompanhado, de forma gradativa e sequencial.
– Atender aos clientes na própria comunidade, por meio do Agente de Microcrédito.
– Expandir, de forma quantitativa e qualitativa, o atendimento com redução de custos para o cliente.
– Agilizar o processo de concessão do crédito.
– Promover a inclusão financeira do(a) agricultor(a) familiar e seu acesso aos produtos e serviços do Banco.
– Sensibilizar os(as) agricultores(as) familiares quanto à importância da educação financeira.
– Conscientizar os(as) agricultores(as) quanto à necessidade de exploração sustentável do meio ambiente.

 

https://www.bnb.gov.br/agroamigo

...
A Gestão Ação com Humanização de Baixio – CE manifesta o seu mais profundo pesar
A secretaria Municipal de Transparência e Comunicação vem de público esclarecer e pontuar algumas colocações
Porteiras recebe V Encontro Nacional da Agricultura Familiar. Na Chapada do Araripe, representantes de 09
LEI Nº 13.798, DE 3 DE JANEIRO DE 2019, acrescenta art. 8º-A à Lei nº
Geladeiras, fogões, fornos, ventiladores, computadores e TVs entre outros eletrodomésticos e equipamentos foram entregues nas
Porteiras-CE, 05 de fevereiro de 2019. Horas decisivas, telefonemas, mensagens, providências para uma viagem. Imagine
A Lei nº 528 de 14 de novembro de 2017 de iniciativa da Câmara Municipal
A assessoria técnica Governo do Estado do Ceará esteve em Baixio nesta quarta-feira 30 de
A Prefeitura Municipal de Baixio, por intermédio da sua Secretaria Municipal de Educação deu início