Tabagismo tem tratamento – Ação com Humanização na luta contra o Cigarro. Confira!

Tabagismo tem tratamento – Ação com Humanização na luta contra o Cigarro. Confira!

3 jun 2017

diamundialsemtabaco2017No dia 31 de maio é celebrado o Dia Mundial Sem Tabaco, data criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 1987. Este ano o tema escolhido é “A Interferência da Indústria do Tabaco”. Com foco também nos danos que a produção e o uso de tabaco provocam no meio ambiente, na exploração do trabalho infantil e nas conseqüências do fumo passivo, o tema no Brasil é “Fumar: faz mal pra você, faz mal pro planeta”.

Segundo a OMS, a cada ano cerca de 5 milhões de pessoas morrem por fatores atribuídos ao tabaco. A estimativa é que em duas décadas o número aumente para 8 milhões, com 80% dos óbitos em países com menor renda. A OMS alerta: “O tabaco mata mais que tuberculose, Aids e malária juntas”.

No Brasil, de acordo com dados de 2012 do Inca, 11% das mortes do país são atribuíveis ao tabaco. Entre as provocadas por câncer de pulmão, traquéia e brônquios, 72% deve-se ao tabagismo. Além das 4.700 substâncias tóxicas, incluindo arsênico, amônia e monóxido de carbono (o mesmo emitido por automóveis) liberadas no meio ambiente quando um cigarro é aceso, os filtros descartados de forma inadequada demoram cerca de 5 anos para se decompor, podendo matar peixes, animais marinhos e aves que ingerem nosso lixo acidentalmente – pontas de cigarro correspondem de 25 a 50% do lixo coletado em ruas e rodovias.Outros problemas são a alta incidência de incêndios provocados por pontas acesas. E a nicotina corresponde a principal responsável pela dependência, por isso fumar é sim um vício.

DSC_0507

No Baixio (CE), a campanha aconteceu no dia 02 de junho, com a organização da equipe NASF, e o apoio da Estratégia de Saúde da família do município, o CRAS, a Assistência Social e a Secretária municipal de Saúde. Sendo realizada a conscientização sobre os malefícios que o cigarro traz para o fumante e para o fumante passivo, que convive com eles. Foi feito a entrega de folders explicativos e contamos também com a participação da população, compartilhando suas experiências e batalha contra esse vício.

O Tabagismo tem tratamento, e na nossa cidade a equipe do NASF juntamente com sua coordenação, a Estratégia de Saúde da Família e a secretaria Municipal de Saúde estarão juntos com a população nessa luta, onde desenvolverão em breve um grupo para início do tratamento. Então, procure já ajuda, escolha viver, Cigarro Mata!

Realização: Gestão – Ação com Humanização. Prefeito José Humberto Moura Ramalho.

PUBLICIDADE
Comentários